Novidades

Oposição é Complementaridade

O Professor Tomio Kikuchi, de origem japonesa, residente em São Paulo, um dos grandes orientadores da “Educação Vitalícia”, inspirada no “sistema macrobiótico” trazido do Oriente, costuma enfatizar que a realidade não se reduz a um único polo; todo o processo do Universo obedece a uma dialética de contrários e daí é que brota a riqueza do conjunto. Forças opostas não se anulam, mas se complementam, o “desequilíbrio” é que possibilita o processo. Por isso, se compraz em falar em trocadilhos e paradoxos, como os que vão a seguir e nos levam a refletir sobre a pluralidade do real, tendo sempre presente que diferentes não são contraditórios, opostos não se excluem e é a diversidade que torna possível a “unidade” do conjunto. Vale a pena pensar:

1. “Dúvida é combustível, diálogo é forno
2. Invalidade de amigo sem inimigo
3. Invalidade de saúde sem doença
4. Salivação é principal, mastigação é complementar
5. Finalização é principal, inicialização é complementar
6. Imaginação é fatal, percepção é vital
7. Tudo tem ritmo, para melhorar e para piorar
8. Inexistência de confiança sem dúvida
9. Invalidade de tranquilidade sem intranquilidade
10. Impossibilidade de autoaperfeiçoamento sem adversidade
11. A maioria é unilateral e inútil
12. A maioria está morrendo pela boca.

About Sebastião Armando (176 Articles)
<p>Nascido em São Miguel dos Campos, Alagoas, de família cristã, terceiro de cinco filhos, Dom Sebastião Armando Gameleira Soares fez seus estudos secundários no Seminário Metropolitano de Maceió e estudos de Filosofia no Seminário de Olinda, Pernambuco. Obteve o bacharelado e o mestrado em Teologia na Universidade Gregoriana, de Roma, com dissertação sobre Santo Anselmo, Arcebispo de Cantuária. Obteve também o mestrado em Ciências Bíblicas, no Instituto Bíblico, de Roma, com dissertações sobre o Livro dos Salmos e o Livro de Isaías, e o mestrado em Filosofia na Universidade Lateranense, de Roma, com dissertação sobre a obra do filósofo brasileiro Henrique de Lima Vaz. Ainda em Roma, fez Especialização em Sociologia, na Universidade dos Estudos Sociais, com trabalho sobre a obra de Gilber<br /> to Freyre. É também bacharel em Direito pela Faculdade de Direito de Olinda.No Nordeste, por vários anos, foi professor do Instituto de Teologia do Recife-ITER, do qual foi também Diretor de Estudos. Foi assessor membro da equipe do Departamento de Pesquisa e Assessoria-DEPA para formação teológica. Foi assessor da CNBB e da CRB do Nordeste II. É membro do Centro de Estudos Bíblicos-CEBI, do qual foi diretor nacional e coordenador do Programa de Formação. Foi ordenado presbítero na Comunhão Anglicana em 1997, já sendo professor e reitor do Seminário Anglicano no Recife. Em 1998 participou da Conferência de Lambeth, encontro mundial do episcopado anglicano, em Cantuária, na Inglaterra, como membro da equipe de assessoria no tema “Evangelização”, convidado pelo Arcebispo de Cantuária, por indicação dos Bispos do Brasil. Foi eleito bispo no ano 2000 para a Diocese Anglicana de Pelotas-RS, e em 2006 eleito para a Diocese Anglicana do Recife (Região Nordeste). Em 2008, voltou a participar da Conferência de Lambeth, dessa vez já como bispo. Tornou-se emérito em dezembro de 2013. É casado há 42 anos com Maria Madalena, também alagoana. assistente social, com quem tem três filhas e um filho. Hoje se dedica particularmente ao Ministério da Palavra (estudos bíblicos e teológicos, em especial Leitura Popular da Bíblia, Anglicanismo, Escolas de Fé e Política, e Espiritualidade) em fronteira ecumênica, e junto com Madalena coordena um projeto social (“Casa Ecumênica – Crer & Ser”) com crianças e suas famílias, no Alto do Moura, em Caruaru-Pernambuco, Brasil.</p>

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.


*